Praias sem fim, campos de chá e florestas tropicais aproximam o Sri Lanka do paraíso. É um destino perfeito para dias de passeio e mergulhos.

Percurso I: 2 dias em Kandy + 2 dias em Ella + 3 dias em Tangalle + 2 dias em Galle (voos + comboio + hotéis) a partir de 1320 euros por pessoa.

Percurso II: Kerala + Sri Lanka : 1 dia Cochin + 2 dias backwaters + 3 dias Kovalam + 2 dias Kandy + 2 dias Ella + 3 dias Tangalle + 2 dias Galle ( inclui todos os voos, alojamentos, carro com motorista na India, bilhetes de comboio no Sri Lanka). A partir de 1450 euros por pessoa em quarto duplo.

 

Antigo Ceilão, terra de chá, elefantes, leopardos e praias sem fim, o Sri Lanka é desde 2009 um país renascido depois de uma guerra civil que durou mais de 26 anos. Ilha de sol, florestas tropicais, campos de arroz e gente boa, é um país exótico de sabores únicos e água azul-turquesa, perfeito para uns dias de passeio e mergulhos. Aqui fica o guia do que não pode mesmo perder numa primeira visita.

Kandy

Capital cultural do Sri Lanka, cidade de montanha, é conhecida pelo seu bonito lago, em cuja margem se encontra o Templo do Dente de Buda, principal centro religioso dos budistas. Património Mundial da Unesco e reino independente do país até aos século XIX, Kandy mantém até hoje uma aura mística.

 

De Kandy a Ella

De Kandy a Ella são sete horas de comboio, naquela que é considerada uma das linhas férreas mais bonitas do mundo. Uma travessia por florestas tropicais, campos de chá, montanhas, cascatas, árvores centenárias e estações e apeadeiros perdidos no tempo, onde as locomotivas ainda andam a vapor e o placard com os horários das partidas é em madeira. Se quiser ter lugar reservado compre bilhete de primeira classe com antecedência.

 

 

Costa Sul do Sri Lanka

Tem fama de ter das mais belas praias do país. A de Mirissa, com várioslodges low-budget, bares e restaurantes; a de Weligama, meca do surf; a de Midigama, um perfeito oásis com areia branca e água azul-turquesa; a de Unawatuna, a mais turística do país. Mas a mais bonita de todas é sem dúvida a do lodge Amanwella, perto de Tangalle. Areia branca, palmeiras de cartão-postal, um mar de sonho. Se isto não é o paraíso anda lá perto.

 

Galle

 

Fundada no século XVI pelos portugueses, colonizada mais tarde pelos holandeses e pelos britânicos, Galle é hoje em dia um dos locais imperdíveis numa viagem pelo Sri Lanka. No interior da zona histórica fortificada, ruas estreitinhas revelam uma perfeita combinação entre igrejas de traça holandesa, mesquitas e casas de arquitetura colonial. Hoje em dia Galle é o refúgio de dezenas artistas ocidentais que para aqui vieram viver e abrir pequenos restaurantes, boutique-hotéis e pequenas lojas cheias de charme.