Percurso I: Triângulo Dourado e Rajastão (Delhi + Agra + Jaipur + Pushkar + Udaipur) Voos + 2 noites Delhi + 1 noite Agra + 2 noites Jaipur + 1 noite Puskhar + 2 noites Udaipur + carro + motorista + gasolina: a partir de 1.840 euros por pessoa em quarto duplo. Percurso II: Norte da India e Goa (Delhi + Agra + Jaipur + Pushkar + Udaipur + Goa) Voos + 2 noites Delhi + 1 noite Agra + 2 noites Jaipur + 1 noite Puskhar + 2 noites Udaipur + 4 noites em Goa + carro + motorista + gasolina: a partir de 2.215 euros por pessoa em quarto duplo. Percurso III: Norte da Índia e Maldivas (Delhi + Agra + Jaipur + Pushkar + Udaipur + Maldivas) Voos + 2 noites Delhi + 1 noite Agra + 2 noites Jaipur + 1 noite Puskhar + 2 noites Udaipur + 5 noites nas Maldivas + carro + motorista + gasolina: a partir de 3.100 euros por pessoa em quarto duplo. Percurso IV: Triangulo Dourado + Maldivas (Deli + Agra + Jaipur + Maldivas) Voos + 2 noites Delhi + 1 noite Agra + 2 noites Jaipur + 5 noites nas Maldivas + carro + motorista + gasolina: a partir de 2.460 euros por pessoa em quarto duplo.

Delhi
Sede do governo da maior democracia do mundo, esta cidade conta com uma área metropolitana formada por 14 milhões de habitantes, distribuídos entre Nova Deli e Velha Deli.
Cidade de uma imensa riqueza histórica e cultural, tudo tem o seu peculiar encanto nessa terra de tradições milenares, como o impressionante Forte Vermelho, as grandes avenidas arborizadas de Nova Deli, os museus e bazares, a cor dos tecidos e o cheiro de especiarias. Além disso, esta cidade é o ponto de partida para quem vai a Agra, onde se encontra o famosíssimo Taj Mahal, eleito como uma das 7 maravilhas do mundo moderno, em julho de 2007.

Agra: Taj Mahal
A obra foi feita entre 1630 e 1652 por 20 mil homens, trazidos de várias cidades do Oriente, para trabalhar no sumptuoso monumento de mármore branco que o imperador Shah Jahan mandou construir em memória de sua esposa favorita, Aryumand Banu Begam, a quem chamava de Mumtaz Mahal (“A jóia do palácio”). Ela morreu após dar à luz o 14º filho, tendo o Taj Mahal sido construído sobre seu túmulo, junto ao rio Yamuna.
Assim, o Taj Mahal é também conhecido como a maior prova de amor do mundo, contendo inscrições retiradas do Corão. É incrustado com pedras semipreciosas, tais como o lápis-lazúli entre outras. A sua cúpula é costurada com fios de ouro. O edifício é flanqueado por duas mesquitas e cercado por quatro minaretes.

Jaipur: A cidade rosa
Durante o domínio britânico na Índia, Jaipur foi a capital do estado principesco de Jaipur. É conhecida como “A cidade rosa”, já que em 1876 o seu marajá mandou pintá-la dessa cor, para a visita do Príncipe de Gales. Desde então a cidade é regularmente pintada. Jaipur é a primeira cidade planejada da Índia, localizada nas terras semi-deserto do belo estado do Rajastão.

Puskhar: A cidade sagrada
Mais um destino sagrado muito procurado por indianos e ocidentais é a bela cidade de Pushkar, provavelmente a mais típica na Índia. Com um belo lago ladeado por largos e compridos degraus, conhecidos como ghats, e rodeada por construções pintadas de branco.
Considerado um lugar de peregrinação, com cerca de 400 templos, Pushkar é o único local do mundo onde existe um templo dedicado a Brahma, o deus da criação. Segundo a mitologia hindu, a cidade seria a mais antiga de todas, sendo o primeiro lugar que o deus hinduísta teria criado na Terra.

Udaipur: A Veneza da India
Ainda no norte do país, um lugar também imperdível é Udaipur, no Rajastão, à beira do Lago Pichola. Um local de sonho, fundado em 1559, com palácios de antigos marajás, hoje transformados em hotéis no centro do lago. Uma visita ao Palácio da Cidade no alto do morro vale a pena, assim como ao Templo de Vishnu. É conhecida como a Veneza da India.

Goa
Longe das “raves” e das multidões de turistas em busca de sol e festa, Palolem é uma das praias mais bonitas de Goa. Para uns dias de mergulhos, yoga, massagens e peixe fresco.
Não há alojamentos de luxo, mas apenas pequenas cabanas à beira-mar, alinhadas debaixo dos coqueiros. Lado a lado com restaurantes de praia onde se come peixe e marisco fresco, com os pés na areia e uma “Kingfisher” – cerveja nacional – bem gelada. Numa onda muito zen, Palolem é conhecida também por ser o paraíso dos amantes do yoga. Não faltam espaços para a prática deste exercicio. Para relaxar, as massagens “ayurvédicas” são também um “must” nesta zona do estado de Goa.

Maldivas – As ilhas que um Deus criou
São de deixar qualquer pessoa de boca aberta. A sua magia está bastante além dos coqueiros, da areia branca, do mar esmeralda.
Em pleno mar do Índico, a Sul da Índia, se algumas das ilhas são acessíveis por barco, a grande maioria fica tão distante do aeroporto internacional que o acesso é por hidroavião. Nas Maldivas há perto de uma centena de “resorts”, cada um com a sua identidade e o seu público alvo. Para dias muito românticos, destino ideal para cerimónias de casamento, luas-de-mel, aniversários e afins. Para uns dias de mar, sol, pés na areia e jantares à luz das velas.